13 de junho de 2013

O Cristão e a Festa Junina Gospel

O Cristão e a Festa Junina Gospel





Quero explicar algumas coisas antes de entrar no assunto da festa junina.
Depois da morte de Salomão, as doze tribos de Israel se dividiram. Duas dessas tribos ficaram com Roboão (o filho de Salomão), e as outras dez tribos ficaram com Jeroboão. Isso já tinha sido profetizado por Deus (I Reis 11.30-31), o Senhor já tinha garantido que as dez tribos seriam de Jeroboão (I Reis 11.37-38) e que,  obedecendo ele a Deus, o seu reino seria forte, como foi o reino de Davi.
Mas acontece que Jeroboão, durante o seu reinado, não confiou no que Deus lhe havia prometido. Ficou com medo de que indo o povo a Jerusalém (onde Roboão reinava) para adorar, acabassem seguindo Roboão e ele perdesse seu reino e sua vida.
IReis 12.27 - Se este povo subir para fazer sacrifícios na casa do Senhor, em Jerusalém, o coração deste povo se tornará a seu senhor, a Roboão, rei de Judá; e me matarão, e tornarão a Roboão, rei de Judá.

Então, ele fez deuses para que o povo os adorasse ali e não subisse para Jerusalém. 
Jeroboão se tornou um falsificador das coisas de Deus. Ele fez altares parecidos com o de Deus, nomeou sacerdotes e fez uma festa parecida com a festa que Deus tinha instituído. Jeroboão se tornou um idólatra, desobeceu a Deus e levou o povo ao erro e fez tudo isso para não perder "o amor do povo".

Infelizmente, muitos pastores de muitas denominações tem agido como Jeroboão,  falsificando as coisas de Deus. Mas com uma diferença; Jeroboão copiou as coisas de Deus tornando-as em mundanas, e hoje as denominações  copiam as coisas mundanas tentando transforma-las em  "coisas santas", tentam santificar o que é imundo e profano.

 Jeroboão dizia: Muito trabalho vos será o subir a Jerusalém; vês aqui teus deuses, ó Israel, que te fizeram subir da terra do Egito.

E a igreja hoje diz: pra que ir lá no mundo participar de festa junina, se nós temos uma festa parecida aqui, mas que "adora Jesus".

O Cristão e a Festa Junina Gospel
Os pastores com medo de perderem suas ovelhas, usam a desculpa de que é melhor fazer estas festividades na igreja do que os  jovens participarem delas no mundo, e se desviarem.
Então a igreja começa a instituir festas que não foram ordenadas pelo Senhor para não perderem seus membros. Aí vemos, Jesusween (versão gospel do haloween), festa a fantasia, arraial gospel, balada gospel, carnaval gospel,  festa das nações , e todo tipo de festa mundana transformada em gospel.
Se as pessoas da igreja tem hábito de frequentar  festas do mundo, elas não se desviarão, porque na verdade  nunca  conheceram a Deus de todo o coração. Se não conseguem ter controle sobre as suas próprias atitudes, o que elas precisam é de domínio próprio. E domínio próprio é um fruto do Espirito, o qual não se consegue usando métodos carnais.
A Bíblia diz que "O temor do Senhor é o princípio da Sabedoria, e o conhecimento do Santo é a inteligência"- Provérbios 9:10
O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Oséias 4:6
O que falta para a  igreja é temor e conhecimento de Deus, somente isso afastará os nossos pés do mal.
Pastor, se Deus te constituiu como anjo da igreja, Ele é quem a manterá  firme. Não faça como Jeroboão, descrendo das palavras de Deus, instituindo métodos carnais para alcançar seus objetivos.
Será que Deus é incapaz, e sua palavra é fraca? Por isso você precisa introduzir distrações para manter as pessoas na igreja?
Não, Deus não é incapaz,  pois Ele é o Todo Poderoso e sua palavra é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. Hebreus 4:12
Não use o nome de Deus para satisfazer seus prazeres e pecados.
As festas podem atrair multidões a igreja, mas quantos nesta multidão estão sendo atraídos a Cristo?
Uma festa em que as pessoas vão para comer e se divertir, isso não é evangelismo. Paulo sim evangelizava, sendo açoitado,  ferido, preso e maltratado por amor a Cristo e por amor a sua palavra.
O que você está fazendo, me desculpe, mas não é evangelismo. Copiar uma festa pagã que faz alusão a santos não é evangelizar.
Quem sustenta a igreja é o Senhor Jesus (Apocalipse 1.20).
Em vez de imitar festas pagãs, convide a sua igreja para se humilhar na presença de Deus e Ele abençoará o crescimento da mesma.
A casa do Senhor é casa de oração e não casa de entretenimento, não é um parque de diversões. Jesus não prometeu entretener ninguém. Quando os discípulos disseram que sua pregação era dura, Ele disse que eles podiam ir embora se quisessem. Não estamos aqui para agradar as pessoas e sim para leva-las a Cristo. Jesus entregou-se na cruz do calvário para que por Ele cheguemos a Deus. O seu sangue é poderoso para nos redimir. Jesus não precisa  desses métodos para salvar ninguém.
Por favor, não faça a cruz de Cristo vã! Não use o nome de Deus para promover algo que Ele abomina.
“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente” (Rom. 12.2).
Que Deus te abençoe!
Observação - Não estou dizendo que o cristão não possa se divertir, mas saiba discernir o que é santo e profano, a alegria do Senhor é nossa força, não devemos usar de métodos antibíblicos para agradar a nós mesmos.
Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne,... Gálatas 5:13

Por Juliana Roman
O Cristão e a Festa Junina Gospel



8 comentários:

  1. Como vc mesma falou:"Então, ele fez deuses para que o povo os adorasse ali e não subisse para Jerusalém.
    Jeroboão se tornou um falsificador das coisas de Deus".... A alegria é de Deus, a FESTA é de DEUS, os ritmos musicais são de Deus tudo é criação de DEUS.... o problema é que algumas pessoas esquecem que o diabo é "imitador" de Cristo, a FESTA caipira não foi criada como pagã,as "pessoas" transformaram ela em homenagem a santos estranhos... Então resumindo: O Diabo é o imitador, não O Pastor!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Naquele dia não poderão dizer que nunca foram avisados, estamos em tempos de jovens vivendo na rebeldia, depois que Deus pesa a mão, vão atrás dos crentes malucos pra pedir oração, pros crentes fanáticos, para serem perdoados e Deus tirar a mão d"Ele da cabeça desses crentinos sem vergonha na cara. Continuem de brincadeira, o céu ainda é estreito, a porta não alargou não gente, para de palhaçada, vão tomar posição de cristão, vão pregar a verdade da Palavra, parem de criancice, Jesus está voltando, sejam crentes de verdade, sejam diferentes, mostrem a diferença no mundo e não levem o mundo pra dentro das igrejas e sim a Verdade da Palavra de Deus. Com Deus não se brinca.

    ResponderExcluir
  4. A falta de ler e entender o que a Bíblia nos ensina, é que faz essas coisas acontecerem, hoje muitos vão as igrejas para buscar bençãos e não buscar a Deus. Se uma igreja faz uma vigília pode contar nos dedos quem vai. Faz uma festa assim lota será por que?. Porque não conhecem o verdadeiro Deus aquele que curou no passado e cura no presente, mas infelizmente muitos não crêem, ir a igreja buscar a Deus é difícil, buscar bençãos e mais fácil.

    ResponderExcluir
  5. - Tudo tem de ser feito com ordem e decência, sem exageros e sem escandalizar. A alegria de celebrar a Deus com a dança típica, com o louvor regionalizado sempre existiu no meio do povo escolhido pelo próprio Deus. Copiaram as celebrações a Deus e as tornaram pagãs. O resgate da dança, do louvor para a igreja confundem àqueles tradicionalistas. Os hinos da harpa cristã ou do cantor cristão são tradicionalmente entoados na igreja como únicos para adoração à Deus, mas os ritmos como sertanejo, fank, rep, rock, forró e tantos outros podem sim trazer para Jesus almas sedentas de sede e de fome quando em contato com a Palavra de Deus por meio desses ritmos musicais. Celebrem a vida, celebrem Jesus dançando, cantando, participando dos eventos da igreja, lembrando-se sempre: O FOCO É JESUS CRISTO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe, mas vejo que falta informação. Essas festas nunca foram cristãs, foram festas criadas para agradecer à terra e a chuva, que eram considerados deuses, respectivamente Astarote e Baal. E o ritual de "pular fogueira" na verdade é uma adaptação do costume pagão de "passar os filhos pelo fogo", ou seja, crianças que eram queimadas vivas em oferta aos deuses. Como cristã, não vejo possibilidade de Deus se agradar de uma coisa assim,, até porque Ele mesmo disse ao povo de Israel quando entrava em Canaã: " Não adorem aos deuses destes povos e não me adorem como estes povos adoravam aos seus deuses". (Deut. 12:29 a 31).Simples questão de conhecer a BÍBLIA.

      Excluir